tdah logo

cleide heloisa partel

hiperfuncionamento do sistema límbico

Através do sistema límbico interpretam-se emocionalmente os eventos do dia-a-dia de uma maneira neutra ou positiva (funcionamento adequado) ou de uma maneira negativa, depressiva (funcionamento hiperativado).

O córtex pré-frontal estabelece uma relação com o sistema límbico: quando este fica hiperativo, as emoções tendem a tomar “posse” da pessoa. Isso acontece quando o córtex pré-frontal está em hipofuncionamento como no caso do TDAH (DDA).

O sistema límbico readquire equilíbrio quando o córtex pré-frontal é ativado e restabelece seu funcionamento normal.

Características que podem estar presentes em pessoas com hiperfuncionamento do sistema límbico:

Percepção negativa dos eventos e aumento de pensamentos negativos

Mau humor, irritabilidade, depressão

Apatia, diminuição de motivação, baixa energia

Interesse pelos outros diminuído

Tédio, insatisfação

Sentimentos de tristeza

Sentimentos de impotência ou falta de poder

Falta de esperança no futuro

Baixa auto-estima

Sentimentos suicidas

Problemas de apetite e sono

Diminuição do interesse sexual

Esquecimento

Isolamento social

hiperfuncionamento


Vista em 3D do cérebro*

(as áreas claras representam o hiperfuncionamento do sistema límbico em cérebros com TDAH (DDA))

*imagem capturada por SPECT